Capacita MDT

#CapacitaMDT – Parte 2: Liz, a protagonista da Ladylike

Quem poderia ser a protagonista da história da marca Ladylike? Ela poderia ser uma típica dona de casa dos antigos seriados de TV – como Samantha Stephens de “A Feiticeira” ou Lucy Le Ball de “I love Lucy” – ou uma daquelas pin-ups, surgidas como posters para os soldados da Segunda Grande Guerra representadas especialmente por Marilyn MonroeRita Hayworth e Bettie Page. Fiquei com a segunda opção!

O nome Liz poderia ser uma referência à flor, mas, neste caso, não é. Em estudos da área de onomástica, mais especificamente da antroponímia (estudo do nome de pessoas), afirma-se que os nomes também entram e saem de moda – o número de Enzos e Valentinas nascidos na última década nos dá uma experiência empírica desse fenômeno. Elizabeth é um nome bastante popular em quase todas as épocas. Para aproximar o interlocutor do assistente virtual queria que esse se apresentasse pelo apelido, assim em vez de Beth, nossa Elizabeth virou Liz, como a atriz famosa: Elizabeth “Liz” Taylor.

Estudo de Persona - Liz

Andreia D'Oliveira é professora de robôs 🤖, semi-especialista em HQs 🗯, Leitora contumaz 📚 e Capitã da Frota Estelar 🖖

Leave a Comment